domingo, 5 de dezembro de 2010

O MEU E O SEU JEITO DE MUDAR O MUNDO

 

Desde o tempo em que eu nem sabia que além de jornalista me tornaria estilista, meu pensamento ia de encontro às causas ecológicas. Defendo que as pessoas precisam aprender com urgência a gastar menos as fontes naturais do planeta. E para que isto aconteça e esta forma de agir seja incorporada à nossa vida cotidiana é preciso mudar padrões de comportamento, especialmente os que foram originados a partir da revolução industrial. No topo das iniciativas que podem beneficiar o nosso planeta está a redução do consumo. 
   Esta ação está à frente, inclusive, da reciclagem. Se reduzimos o consumo, reduzimos a quantidade de lixo. E se diminuímos a quantidade de lixo, não vamos precisar reciclar tanto. Reciclar implica submeter o resíduo a algum processo industrial e isso requer de fontes de energia, água, etc. 
O raciocínio é este: compre somente o que for necessário [inclusive roupas!], use o que você tem até o fim [o que estiver estacionado na sua casa, sem uso, passe adiante], dê preferência à produtos que prezam a sustentabilidade. Um exemplo? Já viu a quantidade de embalagem que o Mac Donald´s utiliza para servir um simples sanduíche? Seu pedido é embrulhado em papel, depois é colocado dentro de uma caixa de papelão e, em seguida, sobre uma bandeja forrada com papel. 
   E se você for levar para casa, o pedido é colocado dentro de um saco e o refrigerante apoiado em um suporte de papelão. Não acha que é muito desperdício para comer um simples sanduíche? Se você começar a questionar, verá que a maioria das marcas brasileiras repete a mesma prática de gastar muito com a embalagem, sem se preocupar com os danos que causará à natureza. Por esta razão, há alguns anos, quando abri a Bodichitta, loja multimarcas, passamos a reutilizar sacolas de papel de outras marcas. Sabe a montanha de sacolas que a gente vai acumulando em algum canto da casa com pena de jogá-las no lixo? Pois é. As clientes que entregassem na loja acima de 10 sacolas de papel, ganhava 2% de desconto na compra. Para fazer esta corrente crescer, criamos a etiqueta "embalagem reutilizada" na qual explicamos as razões da nossa iniciativa, inédita até onde eu sei. Agora, com a marca Adevania Silveira, que também começou na Bodichitta, quis manter a ideia. 
   Portanto, quando uma cliente compra uma peça no showroom da marca, ela pode ir numa sacola do Ronaldo Fraga ou da Patricia Motta. Esse é nosso jeito de mudar o mundo. Mas ele também pode ser o seu jeito. Adote esta ideia. Se deseja comprar um vestido Adevania Silveira, pense bem antes. Verifique se no seu armário há espaço para ele ou então, antes de comprá-lo, doe uma peça que você está há pelo menos seis meses sem usá-la. Você vai fazer bem a você mesma e ao mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...